RESENHA- Anjo da Escuridão -Sidney Sheldon e Tilly Bagsawe - Sussurrando Sonhos

Encontre aqui

aaaa

1 de maio de 2017

RESENHA- Anjo da Escuridão -Sidney Sheldon e Tilly Bagsawe

Título original: Angel of the Dark / Autor (a): Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe / Número de páginas: 398 / Gênero: Mistério e Romance / Ano da Edição: 2012 / Editora: Galera Record / Compare e Compre: Americanas / Saraiva / Amazon / Submarino

Sinopse: Um rico negociador de artes é brutalmente assassinado em sua mansão em Hollywood Hills. No chão do quarto, uma verdadeira cena de horror: o cadáver de Andrew Jakes está amarrado ao corpo nu de sua jovem e bela esposa, violentamente espancada e estuprada. O detetive Danny McGuire, comovido com a tragédia da linda e vulnerável mulher, que conseguiu sobreviver, empenha-se na busca do culpado. Mas todos os seus esforços mostram-se em vão, e Angela Jakes desaparece misteriosamente depois de doar sua milionária herança. Anos depois, Danny está casado e trabalha como agente da Interpol na França quando é procurado por Matt Daley, filho do homem cruelmente assassinado. Danny não hesita em seguir as promissoras evidências que apontam para um único suspeito: uma brilhante criminosa que está sempre a um passo à frente de todos e que pode estar a m triz de encontrar sua nova vítima. 

A capa é bem simples mas bonita, em um fundo preto e com detalhes 
azulados, a narrativa é em 3º pessoa, porém acho que tem um erro de edição (acho), um depoimento de um personagem passa em 2010 sendo que o trama acontece em 2006.  

Por ser narrado em 3° pessoa temos vários personagens, sendo o assassino, as vítimas e os principais. Com muitas perceptivas de personagens diferentes temos que tomar mais cuidado pois podemos se confundir. 


Danny McGuire é um detetive que regime na divisão de Homicídios em Los Angeles, em uma certa noite Danny recebe uma chamada, um homem chamado Andrey Jakes foi brutalmente assassinado. Chegando na mansão da vítima ele não só encontra Andrew, mas sua bela e jovem esposa amarrada junto ao seu corpo, mas viva. Ângela Jakes foi brutalmente espancada e estuprada, então Danny promete a ela que fará de tudo para pegar o assassino e que ele pagará por tudo que fez com ela e seu esposo. Ele estava bem dedicado, porém Ângela Jakes some misteriosamente sem vestígio algum após doar toda a sua herança para uma instituição de caridade, por falta de provas e evidências o crime foi arquivado e esquecido.

Dez anos se passaram e Danny McGuire está casado e morando na França, ele agora trabalha na Interpol, mas o passado volta a assombrá-lo. Danny é procurado por Matt Daley, filho de Andrew Jakes, abandonado ainda criança, mas indignado pela forma cruel que foi o assassinato do pai e por ainda não pegarem o assassino. Então Matt começa uma investigação e descobre que ocorreu outros assassinatos parecidos como o do pai, vítimas mortas brutalmente, jovens esposas espancadas e estupradas, depois desaparecem misteriosamente após doar toda a herança. Danny por algum tempo nega participar da investigação, porém, um novo assassinato acontece em Hong Kong com as mesmas características dos assassinatos anteriores. 

Então Matt embarca para Hong Kong enquanto Danny fica na cede em Los Angeles investigando e procurando por mais provas, mas todas as evidências apontam para um único assassino e acabam chamado-o de "Anjo da Morte"

“Acho que a verdade é a verdade. As pessoas mentem para si mesmas, só isso. Elas veem o que querem ver.” 


Gostei bastante de Danny McGuire, ele é denominado um homem bonito e charmoso, se dedicava bastante aos seus casos de homicídios, ele ficou bem abalado por não conseguir pegar o assassino, indo embora e recomeçando em outro lugar, ele se mostrou um ótimo amigo e um detetive bem dedicado. 

Matt Daley, nas primeiras impressões pensei que ele seria o melhor personagem de todos e que conseguiria pegar o assassino, porém ele é meio desequilibrado, digamos doido da cabeça. Ele se mostrou muito estável, enquanto sua atual esposa pedia divorcio ele não demonstrava nenhum sentimento, e após se envolver com uma das esposas de uma vítima, tudo desanda. Sua paixão vai para o nível de obsessão.

O assassino é extremamente violento e psicopata, mantendo o mesmo padrão de seus assassinatos.

Sofia Basta é uma personagem extremamente linda e atraente, meiga que faz até nossos corações ficarem cativados. Sua história é bem triste, filha de uma drogada que foi abandonada em um orfanato ainda bebê, cresceu e se casou com Frankie Mancini, um homem muito misterioso. 

Quando escolhi esse livro fiquei muito empolgada, coloquei altas expectativas, porém me decepcionei. Achei a leitura muito cansativa e em muitos momentos me confundi, ele não me dava ânsia de lê-lo, sua estória foi devagar e descobri nas primeiras páginas quem já era o assassino, não teve aquele mistério que muitos outros tinha, odiei o Matt, um cara desequilibrado, ele daria tudo para ser um personagem magnifico, mas os autores cagaram. Na hora de pegar o assassino pensei que seria bem emocionante, porém, para minha decepção foi sem emoção, sem espetáculo ou sem aquele famoso "NÃO ACREDITO NISSO. ESTOU CHOCADA." Não teve nada disso. Continuei com o livro pois não queria deixa-lo na metade, esperançosa por um final estrondoso, porém, mais uma decepção, odiei com todas as minhas forças o final, indignada, principalmente com Matt Daley ele fez tudo que os outros fizeram. 

O único ponto que fiquei interessada foi a parte do julgamento, onde todas as verdades foram ditas e a condenação dos assassinos vieram. Única parte que foi bem orquestrada e interessante.  

Vi muitas resenhas elogiando esse livro, mas para mim foi o pior livro que já li. Não digo para não ler (Quem sou eu para dizer isso), como sempre dizemos e digo, "Leiam e tire suas próprias conclusões", não foi bom para mim, mas pode ser para você. Foi o primeiro contato com o autor e ouvi falar muito bem dele, não sei se irei ler seus livros outras vezes por medo de me decepcionar, mas quem sabe futuramente.

Então, quem aí já leu este livro? O que achou? Devo dar mais uma chance a esse autor?

6 comentários:

  1. Jhe que graça de blog!*-* Amei amei!
    Adorei a resenha! Amo esse estilo de leitura, comprei alguns livros do Sheldon mas ainda não consegui ler. Já li Harlan Coben que é na mesma linha! Que pena que não gostou!=( Tenta outros dele.
    Beijos

    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita :)
      Sim vou tentar outro dele, mas sem a Tilly kkkkk, todos falam que ela caga nas histórias, mas esse livro não consegui gostar.

      Excluir
  2. Tenho dois livros do Sheldon, mas ainda não tive coragem de ler por não ter muito conhecimento sobre suas obras. Adorei essa sua resenha e a sinopse dele, vou dar uma chance. Como a Marina disse acima, os livros do Harlan Coben também é da mesma linha e são maravilhosos. Super recomendo. Tô seguindo para acompanhar mais.

    sinopsedoslivrosjenni.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3
      Vou ler outras obras dele, mas esse em especial não gostei. Mas os outros posso gostar.

      Excluir
  3. Eu me amarro nesse estilo de leitura. Estava me empolgando, ainda mais que sempre ouço maravilhas de sidney Sheldon, aí depois fui desanimando... Creio que também não iria gostar, porque sou muita chata, acho que muito crítica. Quero sempre encontrar todos os pingos de todos os "is". Eu me senti assim lendo James Patterson, O 9° Julgamento. Depois fui procurar opiniões e as pessoas diziam que era o melhor livro dele. Pensava comigo: qual será o pior?! Não me interessei mais no autor! hahaha

    O legal das resenhas é que a gente pode ter boas ou más referências sobre os livros, eu gosto quando não é só elogios! Portando, adorei! rs

    Beijinhos!
    Luar de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estranhei quando vi várias resenhas falando bem ou maravilhosamente, achei que eu era o problema e até fiquei com receio de postar uma resenha criticando, mas ele me decepcionou extremamente e não vi ponto positivo kkk, mas cada um tem um gosto.
      Muito obrigada. <3

      Excluir

Olá! Fico muito feliz com a sua visita no blog e também pôr se dispor a comentar meus posts, isso significa muito para mim. Seja muito bem-vindo(a)!

Aviso:

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores!
- Não é permitido links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio. Comente porque gostou e não para se promover (além de ser chato é feio!) Comentários que tenham esse tipo de links serão removidos;
- Manter o respeito é fundamental. Nem todos vão ter opiniões semelhantes, mas devemos respeitas todos os pontos de vistas. Nada de ofensas ou palavras de baixo calão. Educação em primeiro lugar;
- Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog e é um grande incentivo para mim e me deixa muito feliz, deixe a sua opinião, dicas, elogios, sugestões e criativas (com fundamento);
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado (a) quando eu responder seu comentário;
- Deixe APENAS link do seu blog para que eu possa visita-lo. Comentários cheios de links também serão removidos;

Muito obrigada e fica à vontade para interagir.
“Assim como o sol derrete o gelo, a gentileza evapora mal entendidos, desconfianças e hostilidade. “ (Albert Schweitzer)