[Resenha] Uma Janela para o Céu - Marina Machado - Sussurrando Sonhos

Encontre aqui

aaaa

1 de dezembro de 2017

[Resenha] Uma Janela para o Céu - Marina Machado

http://sussurrandosonhos.blogspot.com.br/2017/12/resenha-uma-janela-para-o-ceu-marina.html

Nome: Uma Janela para o Céu / Autora: Marina Machado / Editora: Novo Século / Leitura Nacional / Gênero: Chick-lit / Classificação: 4,5 ⭐ / Compare&Compre:  Saraiva - Amazon

Sinopse: Julyana Barocci é o perfeito retrato da mulher contemporânea: ela é determinada, bem-sucedida e tem o emprego dos sonhos. Agora, aos 35 anos, percebe que conquistou tudo o que queria. Bem, quase tudo. Quando o assunto é relacionamentos, o retrato não é tão fiel assim. Em Uma janela para o céu, Julyana narra com bom humor suas aventuras e inseguranças na busca por seu par ideal. Com o súbito aparecimento de seu pai desconhecido, ela descobre os fatos que a fizeram se separar do único namorado a quem amou de verdade – e de quem ficou separada por vinte anos. Essa visitinha do passado veio para esclarecer questões mal-resolvidas ou para complicar a vida de Julyana de vez?


Uma Janela para o Céu foi uma leitura deliciosa e um pouco diferente por não focar em um romance e sim em uma mulher madura, com inseguranças em determinados momentos, que quer encontrar o amor. O livro também aborda o perdão, o amadurecimento e principalmente o reencontro de si mesmo. Quem olha a capa e a sinopse do livro acha que vai ser um chick-lit bem romântico, mas isso vai muito mais além.


Nessa trama vamos conhecer Julyana, uma mulher com 35 anos, ela é uma mulher determinada, bem-sucedida e tem um emprego dos seus sonhos, um retrato da mulher contemporânea. Menos em uma coisa – ela tem um pé esquerdo para homens e os seus relacionamentos nunca duram mais de 2 meses, um desastre total. July quer formar uma sua família, quer ter filhos, um porto seguro para se apoiar em momentos nublados, quer compartilhar as suas alegrias e tristezas, quer viver o amor. Mas sempre escolhe homens errados e muitos não querem relacionamento sério, e July já acredita que com a sua idade “ultrapassada” já não é tão desejada.

No começo já acompanhamos Julyana descobrindo a traição do seu atual-ex-namorado no ato com uma mulher bem mais nova. E, como se não fosse o suficiente, ela descobre que a sua mãe mentiu a respeito de muitas coisas do seu passado - como por exemplo, a identidade do seu verdadeiro pai, aquele que ela sempre sonhou em conviver, mas nunca teve a oportunidade de conhecer. Indignada e furiosa, Julyana resolve tira um período de férias para voltar ao interior de Minas, região onde sua mãe vive, e confrontar de vez o seu passado. Porém, July não esperava descobrir mais mentiras e ficar ainda mais magoa com a sua mãe. Insegura com tudo que deixou de viver e aproveitar por causa da sua família, ela decide reencontrar o seu namorado de juventude, alguém que sempre amou e amará – Resumindo, puro clima de mentiras, perdão e reencontros é a definição desse livro.

“Não posso perder a fé. A tristeza pode ser demasiada, mas jamais será perpétua. “ 

Julyana está em uma situação em que não quer mais viver relacionamentos falsos, que não tem um futuro e de sentir que nunca será amada verdadeiramente. Ela quer paixão, companheirismo, amizade, ela não quer estar mais sozinha. Adorei como a autora aborda isso, mostrando as dificuldades quando uma mulher se encontra nessa fase e principalmente sem deixar que o romance ofusque quem a protagonista é. Outro ponto que gostei muito foi que não focou no romance - como já disse no começo da resenha - e sim nela, uma mulher doidinha, birrenta, ciumenta e bem chatinha em alguns momentos (que me dava vontade de sacudi-la várias vezes) e descobrir que o amor verdadeiro está no amor próprio.

Fiquei muito admirada pela sua determinação e garra de enfrentar o seu passado, mesmo sem saber se ia dar certo, ela se arriscou, se jogou de cabeça, não ficou parada se remoendo e no final do livro a jornada da protagonista é cheia de erros, vitórias, recomeços e perdão. Sem dúvida eu amei a jornada de amadurecimento de Julyana e das suas conversas, engraças e hilárias com as suas melhores amigas – Alice e Paola- que é diversão na certa. Elas possuem um grupo no watzapp e compartilham o seu dia a dia, situações inusitadas que passam (gente como a gente) rola de tudo e muito mais, impossível não torcer por essas amigas e não se diverti. Porém, um dos pilares mais importante da estória, que é o romance, não me convenceu muito e fiquei com um sentimento de quero mais e de ver mais a convivências dos dois e do seu dia a dia. 

Logo no começo percebemos dois possíveis pares românticos, seu namorado antigo e um lanceproibido com um homem que ela acabou de conhecer. Um deles é real e encantador, o outro é seguro e ao mesmo tempo impossível. Ela passa um tempo com um deles, e acho que o romance deles foi mais desenvolvido, no que ajudou muito a nossa protagonista a amadurecer e a se valorizar, mas não era o “certo”. Senti falta da paixão crescendo, do diálogo, do cotidiano e as descobertas do amor e construção dos sonhos, mesmo sabendo que o romance aqui não é o ponto forte do livro, mas senti falta desse aprofundamento (mas não quer dizer que não tem um final lindo!) Não vou entrar mais em detalhes, porque não quero acabar com a surpresa de vocês soltando um spoiler aqui, e isso é imperdoável!

Amei demais essa leitura. July me ensinou que temos que nos arriscar, mesmo que no fim não der certo, pelo menos tentamos e corremos atrás. Nesse livro você vai encontrar amadurecimento, superação do passado, uma mulher em busca de um amor verdadeiro. Vai se divertir com a protagonista e com as suas amigas. Um livro ótimo para te tirar daquela ressaca, vai se surpreender com esse chick-lit que vai te fazer refletir e principalmente flutuar com a alegria que ele vai te transmitir. 

“Para ser feliz, não há um cronograma ou receita, é errar para acertar.” 



9 comentários:

  1. Oii Jhenny! Nossa, adorei sua resenha! Antes eu já tinha certa curiosidade de ler esse livro, agora ele com certeza vai entrar na minha lista. Eu não sabia que ele era um chick-lit, e pelo que você descreveu, parece ser muito bom, e diferente pelo fato de ser mais focado na personagem do que no romance em si. Simplesmente adorei!

    Um beijo, Pri :*

    Por Amor aos Livros

    ResponderExcluir
  2. Oii Jhenni.
    Cara amei sua resenha! Tenho que admitir que não sou fã do Chick-lit ainda mais quando envolve uma leitura com uma pitada de drama. Mas a reflexão que vem junto com o livro me deixa encantada e pronta para ler a obra. Gosto de livros com sabor de vida real. Amei, amei mesmo.
    Beijos.
    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  3. Uma coisa que adorei nesse livro foi a amizade das meninas. É um tipo de amizade que a gente deseja neh?! O fato de elas compartilhar tudo uma com a outra e se ajudarem é muito legal. Eu confesso que esperava mais do tal romance que acontece só no final e isso me deixou decepcionada. Além da falta de maturidade da personagem que só no final melhor. Mas fico feliz que tenha gostado da obra. Beijos.

    http://naturezaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nossa Jhenny, já quero esse livro pra mim. Eu fiquei super encantada com a sua resenha e fiquei bem curiosa pela leitura do livro.
    Concordo com você quando diz que "descobrir que o amor verdadeiro está no amor próprio", apesar de ser forte, é a mais pura verdade. Já quero muito conhecer a Julyana e a sua estória, ja sinto como se ela fosse uma indegrante do nosso grupo de whats, hahahah :)

    Beijos,
    Thalita Sousa

    ResponderExcluir
  5. Oiee Jhenny, seu blog é tão lindo 💋 AMEI! Sobre a resenha, parece ser um livro onde a protagonista sobre bastante, eu com certeza não agiria muito bem caso descobrisse essas coisas do passado e ainda ser traída. Deve ser horrível. Mas parece ser um livro cativante e já adicionei ele a lista de desejados. Linda resenha, amei!
    BJos, Bia! 💋

    ResponderExcluir
  6. Oi Jhe, agora mesmo que quero esse livro, só em saber que não foca em romance. Gostei da resenha. Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai amar, leia siiim!! Fico muito feliz por ter gostado da resenha. :-bd

      Excluir
  7. Ameiii a resenha linda e essas fotos fofas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado! ;) Você vai amar esse livro. :-bd

      Excluir

Olá! Fico muito feliz com a sua visita no blog e também pôr se dispor a comentar meus posts, isso significa muito para mim. Seja muito bem-vindo(a)!

Aviso:

- Os comentários são de responsabilidade de seus respectivos autores!
- Não é permitido links que redirecionam diretamente para um post, vídeo ou sorteio. Comente porque gostou e não para se promover (além de ser chato é feio!) Comentários que tenham esse tipo de links serão removidos;
- Manter o respeito é fundamental. Nem todos vão ter opiniões semelhantes, mas devemos respeitas todos os pontos de vistas. Nada de ofensas ou palavras de baixo calão. Educação em primeiro lugar;
- Seu comentário é muito importante para o crescimento do blog e é um grande incentivo para mim e me deixa muito feliz, deixe a sua opinião, dicas, elogios, sugestões e criativas (com fundamento);
- Deixe a opção "Notifique-me" marcada para ser notificado (a) quando eu responder seu comentário;
- Deixe APENAS link do seu blog para que eu possa visita-lo. Comentários cheios de links também serão removidos;

Muito obrigada e fica à vontade para interagir.
“Assim como o sol derrete o gelo, a gentileza evapora mal entendidos, desconfianças e hostilidade. “ (Albert Schweitzer)